quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Eu gostaria de escrever mais

eu juro que gostaria de escrever mais. às vezes penso em textos inteirinhos: coloco o título e a legenda das fotos, mas por motivos muito nobres acabo não passando para o computador. mas vou explicar o porquê, meus caros e raros leitores desse ilustre blog. não escrevo mais porque me falta tempo. sabe como é, a vida é muito corrida nos dias de hoje. trânsito, trabalho, marido e as crianças. elas ocupam boa parte do meu tempo livre. cozinho, passo, lavo. os cachorros também dão muito trabalho. depois que a gata pariu na lavanderia, então, minha vida ficou um caos. e meu trabalho, convenhamos, me consome. não é mole editar vários livros científicos por semana. sem contar que ser editor coloca o ser humano acima do bem e do mal. e é bem melhor cortar o texto dos outros do que criar um novinho em folha. gente, mas o que me falta mesmo é tempo. com essa minha vida corrida tenho que tirar um tempo pra minha saúde também, oras. caminhada ao ar livre no final da tarde, academia para ficar durinha e aula de dança de salão para seduzir meu marido. final de semana então nem se fale. programas em família e é a folga da babá. além disso, tenho que ficar bonita e fazer pelo menos a unha no salão. chapinha eu faço em casa mesmo. gente, mas juro que vou me esforçar e escrever sempre que for oportuno: comentar um assunto da mídia, postar fotos de viagens do interior do maranhão, comentar uma publicação interessante, criticar a mídia, criticar livros, criticar filmes, criticar a sociedade, falar do meu dia!! quantas coisas ficam sem ser escritas... um enorme sentimento de culpa me conseme. mas juro juradinho que vou me esforçar e, sempre que sobrar um tempinho, escrevo um pouquinho. juro!

sexta-feira, 9 de julho de 2010

HOLANDA: MINHA FAVORITA

apesar da holanda ter tirado a gente da copa, confesso aqui a minha quedinha por esse país maravilhoso. nesse diário de bordo ficou faltando o relato de uma das viagens mais marcantes da vida, a tão esperada amsterdam.

saímos de bruxelas rumo a amsterdam. pegamos um busão. as estradas são tão lisinhas que dei até um cochilo, quando eu acordei já estávamos dentro da holanda e essa foi a primeira imagem que vi quando abri os olhos:


em amsterdam existem cerca de 700 mil ciclistas, e a população é de por volta de 750 mil habitantes.
a cidade realmente nos encantou. é tudo muito organizado, muito bonito, muito diferente dos outros lugares que eu já conheci. todas pessoas que conversamos são orgulhosa de morar lá e foram categóricas em afirmar que o país passou batido sem ser afetado pela crise. uma economia realmente forte.
a língua oficial é o holandês, mas todo mundo fala inglês muito bem. na escola, eles aprendem cinco línguas estrangeiras.
ficamos na casa de amigos que já moram lá há anos e eles definiram muito bem essa cultura: são organizados como os alemães, mas não tão frios. têm um pouco da alegria dos italianos, mas sem ser tão fanfarrões. um país na medida certa.
A viagem foi curta, mas deu para conhecer alguns lugares inesquecíveis.


canais

o passeio pelos canais foi excelente para se ter uma boa noção do que é a cidade, e pelo ângulo mais legal: da água para as margens.







eu sempre tive muita curiosidade de ver as casas-barcos. elas tem tudo que uma casa fixa tem, só que são muito mais caras.


sim, esse é um semáforo de bicicletas. a cidade é inteirinha cortada por ciclovias e tudo é muitissimo sinalizado.

sexo e drogas

a idéia que as pessoas têm de amsterdam é de que é todo mundo fumando maconha nas ruas e não fazem mais nada da vida. mas não é bem assim. maconha é liberado somente nos coffee shops (espécie de pubs). e acho que, por ser liberado, os holandeses lidam muito bem com isso: nem têm preconceito, tampouco usam drogas. é coisa mais para turista. digamos que para inglês ver.

o bairro da luz vermelha realmente me surpeendeu. mulheres nas suas janelas se exibindo de lingeries. se alguem quiser negociar, bate na porta, ela fecha a cortina e lá mesmo eles fazem o serviço. quando a luz está vermelha significa que tem gente!

o mais inusitado são as filas de pessoas para ver o ponto turístico – casais, jovens, idosos, crianças – um passeio em família como qualquer outro. as janelas se dividem em seções para os diferentes públicos: orientais, negras, gordas, velhas, loiras...
é interminantemente proibido tirar fotos das janelas. recado entendido.
era natal
eu adoro decoração de natal, papai noel e afins. por coincidência o papai noel dazeuropa vai de país em país, e era o dia dele desembarcar em amsterdam e desfilar no seu cavalo branco. eu amei! o que me chamou atenção foram os black petes, negrinhos que ajudam o papai noel a distribuir os presentes. eles fazem acrobacias nos prédios e as crianças adoram. se vestem iguais a eles e pintam o rostinho de preto.


museus
visitamos o inesquecível museu van gogh, com todas as obras dele desde o início até o final da vida. sem palavras.
Infelizmente não deu para visitar o museu casa de anne frank em horário de funcionamento, mas passamos em frente a casa e vimos o relógio da igreja que sinalizava as horas com as badaladas. uma sensação incrível.

só tenho a dizer que a holanda me encantou mesmo.
e convenhamos: se é para o brasil perder a copa que perca para o time vencedor hehe.

terça-feira, 8 de junho de 2010

ANIVERSÁRIO DA REVISTA BUNDAS


mexendo aqui nas minhas papeladas antigas, acabei de encontrar uma relíquia: a primeira edição da revista bundas, que esse mês completa 11 anos que circulou pela primeira vez.


“a revista que é a cara do brasil”, “quem mostra a bunda em caras, não mostra a cara em bundas”, foi lançada pelo ziraldo e jaguar .


lembra um pouco o estilo pasquim e tinha como colaboradores a nata dos humoristas e jornalistas brasileiros, só citando alguns: millor, chico caruso, paulo caruso, nani, angeli, adão, jô soares, aldir blanc, lan, e mais um monte.



a idéia de uma caras pelo avesso foi um projeto ousadíssimo, que só durou um ano, infelizmente.
esses caras deixaram saudades.


domingo, 23 de maio de 2010

ANTEPASTOS DELICIOSOS

deu aquela vontade de comer um antepasto de berinjela para acompanhar um vinhozinho no final da noite.

saí juntando receitas diferentes na internet e cheguei a um resultado simplesmente delicioso. quem quiser arriscar, segue a receita:

. ingredientes

. 2 berinjelas grandes cortadas em tirinhas
· 1 pimentão verde cortado em tirinhas
· 1 cebola grande cortada em tirinhas
· sal e orégano a gosto
· 1 vidro pequeno de azeitonas cortadinhas
· bastante azeite


modo de preparo:

1. corte as berinjelas, os pimentões e as cebolas e arrume em camadas a berinjela, o pimentão e por cima a cebola, na forma de alumínio;
2. cubra com papel alumínio e leve ao forno pré-aquecido bem quente (mais ou menos 200º graus) por 10 minutos;
3. tire do forno, acrescente as azeitonas fatiadas dê uma ligeira misturada e leve novamente ao forno (continua com o papel alumínio);
4. misture a cada 10 minutos até que a berinjela seque e fique escura (mais ou menos 1 hora);
5. tire do forno, espere esfriar e regue com bastante azeite até que fique brillhante;
6. coloque no pote de vidro e guarde na geladeira. dura vários dias e fica muito bom.

tomate seco

como se não bastasse a minha inspiração, decidi arriscar fazer tomate seco no microondas. eu já sabia que seria fácil na teoria; na prática, nem tanto.

a receita é para um kilo de tomate. eu fiz só com dois para testar, depois faço mais.

1 kg de tomate
1 colher de sopa de sal
1 colher de sopa de açúcar
2 dente de alho
1 xícara de azeite
3 folhas de louro
bastante de pimenta-do-reino branca moída

corte os tomates ao meio, retire as sementes, polvilhe com sal e açúcar. leve ao microondas por 5 minutos. vire os tomates e deixe 5 minutos (potência baixa). escorra a água. tempere com alho picado, folhas de louro, pimenta, azeite, misture bem e deixe descansar alguns dias para apurar o sabor.

acho que não regulei muito bem a potência do microondas e os tomates quase estorricaram. mas segui a receita e deixei na geladeira curtindo. depois vou saber o resultado, mas tá com a cara muito boa.

essa receita é do www.tudogostoso.uol.com.br

domingo, 16 de maio de 2010

GLOBO 45

a globo já lançou a nova vinheta dos 45 anos.

a anterior foi suspensa por uma suposta campanha ao serra (45). tá o videozinho aqui abaixo.

a globo nega, mas 45 anos não é, de fato, um número que mereça lá tanta comemoração. na nova vinheta, eles também não querem mais saúde e mais educação.

video

sexta-feira, 7 de maio de 2010

OITAVA ARTE

para quem gosta de filmes e hortaliças:
























quarta-feira, 5 de maio de 2010

MORAR NO INTERIOR

nesta semana minhas amigas concurseiras começaram a migrar para o interior do maranhão. @kamilamesquita foi pra mirador, em breve mari vai para codó e se, deus quiser, pâmela deve ir pra imperosa. sei que de um lado existe a grande satisfação pelo emprego estável e aquela alegria toda... mas lá no fundinho reina uma grande incerteza e angústia em desbravar o interior do maranhão.


(bar da boa: itapiratins-to)


fico feliz por ter tido essa experiência em 2008. além de morar na cidade de estreito, eu viajava a trabalho com freqüência por diversos municípios paupérrimos do maranhão e do tocantins.
confesso que os piores momentos da minha vida até hoje passei lá, mas dizem que isso nos torna forte (ou lasca logo tudo de vez...sei lá). enfrentei meus piores medos: sofri acidente de carro; deu ladrão na casa em que eu morava (mas depois descobrimos que era só um homicida fugindo do flagrante); tinha queda de energia constantemente e eu tinha que ficar no escuro; a saudade apertava e ainda tive verme, é claro.




(avenida de estreito)

mas, como tudo, teve seu lado bom. deu para explorar bem as belas paisagens naturais do sul do maranhão. as cachoeiras são inesquecíveis. você acaba conhecendo pessoas diferentes, lugares bonitos e feios e, o mais importante, é conhecer a realidade do interior do nosso estado e lembrar que tem muito, muito ainda por ser feito.



(cachoeira de riachão -ma)

às minhas amigas desbravadoras ficam as dicas:

-levem repelente, máquina fotográfica e um notebook;
-aproveitem para crescer profissional e pessoalmente, e guardem dindin;
-preparem-se para a cultura do “dançar forró e tomar cerveja”;

curtam esse momento e sejam sempre bem-idas e bem-vindas.